Adicione aos favoritos, compartilheClique no botão Opções do Artigo;

18 de julho de 2014

Como fazer corretamente o fechamento do caixa?

Esta é uma dúvida bastante comum no meio varejista, mas quem quer saber mais detalhes sobre esse assunto é o sr. Guilherme Fernandes Miranda, proprietário do Supermercado Econômico da Rede Smart, de Uberlândia
(MG). O cliente quer saber qual é o processo adequado para fazer um fechamento de caixa, periodicidade e, caso aconteçam falhas, como solucionar e outras questões a mais. Os consultores de varejo da Universidade Martins do Varejo responderam as perguntas do varejista.

Qual o objetivo de fazer um fechamento de caixa?


UMV: O principal objetivo é identificar o perfil correto do profissional que está trabalhando no caixa, ou seja, se ele realmente tem habilidade para desempenhar essa função e ainda resguardar alguns procedimentos, evitando alguns problemas no caixa, mantendo assim a boa imagem da loja.

Como fazer corretamente um fechamento de caixa?

UMV: Esse trabalho nada mais é do que contar o dinheiro que está no caixa. Essa tarefa deve ser realizada diariamente, de preferência quando a loja encerra o seu expediente, iniciando assim o outro dia com o caixa “zerado”, mas, se houver troca de turno de funcionários é importante fazer esse fechamento parcial. Algumas divergências podem ser apresentadas durante essa contagem e isso pode acontecer por vários motivos, como troco errado, troca de mercadoria que não foi dada a baixa e sangrias, que são as retiradas no decorrer do dia. Por isso é que o fechamento não pode ser feito no outro dia, pois pode acontecer de o funcionário esquecer o que fez durante o trabalho, perdendo assim a capacidade de argumentar.
Para iniciar o dia, o funcionário pega o chamado “fundo de troco”, que nada mais é do que um valor para que ele gerar troco e demais operações. No final do expediente o profissional deve pagar esse valor inicial, além de entregar o que foi registrado no PDV em cheque, em dinheiro, em cartão de débito e crédito, ticket (se aceitar) e outros mais.

E se no momento da conferência for constatado que realmente está faltando dinheiro, o que fazer?

UMV: Caso o funcionário seja contratado na função de caixa da empresa, entre as suas responsabilidades está a de controlar os valores que entram e saem do caixa, de modo a fazer com que o saldo não apresente diferenças. No entanto, no contrato de trabalho do funcionário que exercerá a função de caixa deverá constar tal previsão, previamente acordada. Em casos em que o funcionário aja com vontade de causar dano, este não precisa estar previsto no contrato de trabalho. Tal responsabilidade decorre do artigo 462 da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), que diz:

Art. 462 – Ao empregador é vedado efetuar qualquer desconto nos salários do empregado, salvo quando este resultar de adiantamentos, de dispositivos de lei ou de contrato coletivo.
Parágrafo 1º - Em caso de dano causado pelo empregado, o desconto será lícito, desde que esta possibilidade tenha sido acordada ou na ocorrência de dolo do empregado.

 
Quais as vantagens de fazer esse fechamento de caixa?

UMV: Com esse trabalho você pode identificar a necessidade de treinar seus funcionários, pois eles podem ter habilidade, mas estão precisando de ser capacitados, além de manter a sua loja com uma boa imagem. Não se esqueça, além desse processo de fechamento de caixa, é muito importante ficar atento ao fechamento da tesouraria, que também movimenta dinheiro durante o dia.

Fonte: www.umv.com.br


Use um separador de moedas e facilite o troco inicial do dia